Suzano (SUZB5) – Resultados do 1T16 Confirmam Expectativas – Bingo!!!

Conforme comentei nos posts, Suzano (SUZB 5) – O Mercado está Louco ou a Empresa e o Setor estão Afundando? e Suzano (SUZB5) – Compra Efetivada, as expectativas eram que a Suzano apresentasse bons resultados e que o valor da ação em torno de R$ 11,00 seria um ótimo ponto de entrada.

Os resultados de SUZB5 referente ao 1T16 mostram que estamos no caminho certo (Yeah!)

Abaixo um breve resumo dos principais resultados do primeiro trimestre de 2016:

  • Lucro líquido de 1,13 bilhão de reais ante prejuízo de 762 milhões de reais na comparação com 1T15.
  • Receita líquida de 2,71 bilhões de reais, sendo 26% maior que no 1T15.
  • Aumento de 22,3% na venda de celulose em relação ao 1T15 atingindo 906 mil toneladas vendidas.
  • Recuo da alavancagem (divida líquida / Ebitda) de 2,7 no final de dez/15 para atuais 2,3.

Portanto, os resultados do 1T16 vieram em linha com as expectativas e desde a compra de 100 ações no dia 08/04/16 a R$ 11,00, as ações se valorizaram 27,7% fechando em R$ 14,05 no dia 27/04/2016, conforme gráfico abaixo.

ValorizaçãoSub5

Estou atendo aos movimentos do dólar, mas com esses resultados Suzano continua firme e forte na carteira.

Siga o blog “Em Busca do Milhão” e curta nossa página no Facebook e fique antenado em todas as novidades.

Anúncios

Aplicativos – Acompanhando as notícias do mercado e as cotações das ações.

Como já detalhei em minha Carteira de Investimentos, eu invisto em ações desde janeiro desse ano, pois considero importante para acelerar o processo de multiplicação de capital. Sendo assim vou dar uma dica simples sobre os aplicativos que eu uso para acompanhar o mercado.

Para se investir em ações é importante estar sempre bem informado sobre as empresas de capital aberto, economia local e global, incentivos nos setores e agora mais do que nunca no cenário politico do Brasil.

Para isso utilizo  os seguintes aplicativos:

Valor Econômico / Exame / O Financista / Globo Notícias / Infomoney / Investing.

IMG_5411

Os aplicativos Valor Econômico, Exame, O Financista e Globo Notícias utilizo para acompanhar notícias gerais sobre economia, empresas e política. Porém hoje eu darei ênfase aos dois aplicativos que eu mais utilizo: Infomoney e Investing.

InfomoneyConsidero esse aplicativo excelente para acompanhar as notícias do mercado em tempo real como: o desempenho do Bovespa no dia, do dólar e notícias da política que impactam diretamente na bolsa. Nele é bem simples de encontrar as notícias e os destaques do dia. Veja abaixo:

                 IMG_5408

Outra sessão que gosto sempre de acompanhar no aplicativo é a “Onde Investir”, no qual é possível verificar opções de renda fixa e as recomendações das principais corretoras. Deixo claro que eu não compro com base somente nessas recomendações, mas é importante acompanhar as empresas que estão sendo indicadas  e em destaque.

                 IMG_5409                               IMG_5410

Existem várias outras opções no aplicativo, mas descrevi somente as que mais utilizo.

Investing – Para mim esse é o melhor aplicativo para acompanhar as cotações das bolsas de todo mundo, as ações e as commodities. Além disso o aplicativo é atualizado constantemente com as principais notícias relacionadas ao desempenho das empresas e bolsas no mundo.

                IMG_5418                             IMG_5416

E a grande vantagem deste aplicativo é poder montar um portfólio somente com as ações que você quer acompanhar as cotações. Veja abaixo o portfólio que eu acompanho:

                IMG_5415

Espero que vocês tenham gostado das indicações e caso tenham alguma recomendação, por favor, deixem um comentário!

Bolsa nos 60.000 pontos – Esperando por isso!

Está difícil falar de ações e não abordar o cenário politico que até o momento é o maior propulsor da bolsa de valores neste ano. Qualquer notícia que aumentasse a probabilidade do impeachment da presidente Dilma impulsionava a bolsa para cima, porém na última semana com a Câmara dos Deputados praticamente decretando o afastamento da presidente, a bolsa não subiu! O que pode ter ocorrido?

Difícil explicar as reações do mercado, porém é compreensível principalmente no curto prazo e em um ambiente com muitas dúvidas, no qual várias notícias estão sendo ventiladas na imprensa. Notícias como: a convocação de novas eleições; o impeachment de Temer; a cassação da chapa Dilma/Temer no TSE e etc… Diante de tantas incertezas o investidor se sente pressionado e acaba decidindo por realizar os lucros, porém eu acredito em um cenário mais promissor nos próximos meses e vou esperar por ele para realizar algum lucro. Vamos às explicações!

Na minha opinião o processo de impeachment não tem mais volta e após o afastamento de 180 dias da presidente Dilma pelo Senado, Michel Temer irá assumir. Realmente não será nada fácil a tarefa de Temer para colocar a economia do país no eixo, porém com algumas mudanças na politica econômica e a construção de uma equipe competente e reconhecida pelo mercado já serão suficientes para gerar boas expectativas e impulsionar a bolsa até os 60 mil pontos.

Pelas declarações e articulações de Temer para reduzir o número de ministérios e montar uma equipe de notáveis (inclusive já se encontrou com vários) me faz acreditar que após sua posse se essas medidas forem tomadas, já será suficiente para a bolsa atingir os 60 mil pontos. Afinal de contas, em 2015 quando as esperanças foram depositadas em Levy como Ministro da Fazenda, a bolsa chegou próximo deste patamar… Agora, se a bolsa irá superar os 60 mil pontos e continuar valorizando, isso dependerá da efetividade das medidas do governo e analisaremos no futuro.

É um risco, mas estou disposto a corrê-lo para colher uns frutos extras. Vamos esperar!!!

Bolsa 60k

Compra – Brasil Agro (AGRO3) – Esqueceram-se de mim?? Não, não… Eu Lembrei!!!

Não comprei prédios comerciais (veja post com análise da SCAR3), mas comprei fazendas.

Brasil Agro é uma das maiores empresas brasileiras em quantidade de terras agricultáveis com fazendas em vários estados do país e também no Paraguai. De certa maneira seu modelo de negócio é similar ao da São Carlos Empreendimentos, porém voltado ao setor de agronegócio e não imobiliário.

 O modelo de negócio da AGRO3 pode ser dividido da seguinte maneira:

  1. Aquisição de propriedades rurais com potencial de valorização;
  2. Exploração da propriedade através de atividades agropecuárias rentáveis;
  3. Investimento em infraestrutura, tecnologia e técnicas agrícolas;
  4. Implementação de culturas de maior valor agregado; e
  5. Venda das propriedades quando atingirem um valor de mercado considerado ideal com ganho significativo do capital.

A companhia tem como acionista majoritário a Cresud com 39,76% das ações. Cresud é referencia em termos de produtividade e é líder latino-americana em agribusiness com presença forte em Argentina, Bolívia, Paraguai e Brasil (através da Brasil Agro). Assim podemos considerar que nossas fazendas estão em boas mãos!!

Brasil Agro iniciou suas operações em 2006 e até o presente momento adquiriu mais de 300 mil hectares, dos quais 77.711 foram vendidos, concluindo o ciclo de atuação e geração de valor das fazendas. Segue o portfólio atual de fazendas da companhia e o respectivo valor de mercado avaliado em junho/2015:

Tabela 1: Portfólio fazendas Brasil Agro:

Portfólio

Tabela 2: Valor de mercado das fazendas próprias:

Valor

De maneira simples, iremos avaliar o valor “justo” das ações com base no valor de mercado das fazendas menos dívidas. Isso será feiro através do mesmo método utilizado no cálculo do valor justo das ações da São Carlos Empreendimentos (Veja post citado acima)

Método de cálculo do valor justo da ação: NAV (Net Asset Value = valor das fazendas menos dívida)

  • Número de fazendas próprias: 7
  • Valor de mercado das fazendas: ≈1 bilhão de reais
  • Dívida Líquida: ≈ 100 milhões de reais
  • NAV (Net Asset Value = valor das fazendas menos dívida): ≈ 900 milhões de reais
  • Número de ações em circulação no mercado: ≈ 58.226.600 milhões de ações
  • NAV/ações: R$ 15,45

O valor da ação no Bovespa no dia 14/04 fechou em R$ 11,86. Considerando o cálculo feito acima, é como comprar as fazendas de Brasil Agro com quase 25% de desconto em relação ao valor de mercado. Aqui duas considerações importantes devem ser feitas:

  • O valor de mercado é de junho/2015 (quase um ano atrás). De junho/2014 para junho/2015 valorizaram 9,5%.
  • A fazenda Cremaq foi vendida em 2015 por 12,8% acima do valor avaliado.

valor mercado

Com base nas considerações acima, pode-se dizer que estamos sendo conservador na avaliação do valor justo da ação.

Com.

Agora vamos avaliar a receita e produtividade agrícola.

 Nos EUA as propriedades agrícolas são chamadas de “gold with yield” (ouro com renda), pois é considerado um investimento seguro com o diferencial de ter a capacidade de gerar renda através das atividades agrícolas. A final de contas, a vantagem de se ter uma fazenda é poder produzir e gerar receitas, não é mesmo?!?

Neste quesito Brasil Agro vem mostrando bons resultados como pode ser visto nas comparações do ano de 2014 com 2015.

receita

Dividendos

A companhia pagou aproximadamente 80 milhões de reais em dividendos no ano de 2015, o que equivale a R$ 1,39 por ação. Considerando o valor da ação em R$ 11,86 temos um dividend yield de 11,72% (impostos já descontados), o que gera um excelente retorno considerando ainda o potencial de valorização das fazendas em torno de 10% ao ano.  Pelo desempenho que a empresa vem apresentando nos últimos períodos e com algumas fazendas em ponto de venda, acredito que teremos um retorno com dividendos tão bons quanto em 2015.

O mercado se esqueceu da AGRO3 no Rali do Impeachment!!

Desde o início do Rali do Impeachment em 29/02/16 o Ibovespa subiu de 42.794 para 52.411 em 14/04/16 (valorização de 22,47%) enquanto a AGRO3, neste período, valorizou apenas 6,37% passando de R$ 11,15 para R$ 11,86. Ou seja, apesar da valorização dos últimos dois meses do índice Ibovespa, a AGRO3 continua em um bom ponto de entrada em relação às minhas demais opções de compra.

Comparação

Quando se compra um imóvel ou fazenda não pretendemos vender nos próximos meses, portanto Brasil Agro no meu ver é uma ação de longo prazo com perfil buy and hold. Por continuar com bom preço de entrada, ter expectativas de valorização no longo prazo e bons dividendos durante esse caminho, a AGRO3 entrou na minha carteira no valor de R$ 11,70 no dia 14/04/16.

Siga o “Em Buscado do Milhão” emotion

São Carlos Empreendimentos (SCAR3) – Minha quase compra. Timing é tudo!!!

Comecei a analisar as ações da São Carlos Empreendimentos e no dia 07 de abril decidi comprá-las com base no preço de fechamento de R$26,50, porém no dia 08 as ações subiram 6,6 % chegando a R$ 28,60. Como a ação já havia subido de R$ 24,00 no dia 06/04 para 28,60 no dia 08/04 (16% em dois dias), acreditei que haveria um movimento de correção e decidi aguarda o próximo pregão. Infelizmente (para mim) este movimento não ocorreu e a ação continuou subindo até 14/04 atingindo R$ 31,08 (29,5% de aumento em 6 pregões).

Continuo achando uma boa oportunidade no longo prazo e a SCAR3 está no meu radar, porém neste preço prefiro aguardar e buscar outra oportunidade mais convidativa no momento (inclusive já estou com outra ação em vista e logo divulgarei aqui)

Segue análise da SCAR3 no dia 07/04/2016.

A São Carlos Empreendimentos é uma empresa de investimentos e administração de imóveis comerciais padrão classe A, localizados principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro.

A estratégia de negócio da empresa pode ser dividida em cinco etapas:

  1. Comprar imóveis comerciais;
  2. Investir e implantar melhorias (retrofits);
  3. Aumentar a receita com aluguel através de um rígido controle de despesas e eliminação de desperdícios;
  4. Valorização do imóvel; e
  5. Venda ou manutenção na carteira.

Como diferencial a empresa é controlada pelo grupo 3G que é notoriamente reconhecido como um dos melhores grupos de investimento do Brasil (e do mundo), sendo controladores de empresas como: Ambev, Heinz, Burger King e Lojas Americanas.

Dados da SCAR3 no fechamento Dez/2015 (veja documento completo):

  • Número de Imóveis: 86
  • Valor de mercado dos imóveis: ≈4,4 bilhões de reais
  • Dívida Líquida: ≈1,4 bilhões de reais
  • NAV (Net Asset Value = valor dos imóveis menos dívida): ≈3 bilhões de reais
  • Número de ações no mercado: ≈ 56,5 milhões de ações
  • NAV/ações: R$ 53,2 (de maneira resumida, considero esse o valor ‘justo’ da ação em relação ao valor de mercado dos imóveis da empresa).

Verifiquei no dia 07/04/2016 que o valor da ação no Bovespa está na casa dos R$ 26,00. Assim, considerando o cálculo feito acima, é como comprar o portfólio de imóveis da companhia com mais 50% de desconto em relação ao valor de mercado.

É verdade que todo o setor imobiliário vem sofrendo nos últimos anos e isso também reflete na empresa São Carlos e principalmente nas ações, como pode ser visto abaixo (cotação da ação nos últimos 5 anos).

IMG_5419

Vale ressaltar que o NAV/ação passou de R$ 57,10 em 2013 para R$ 53,20 em 2015, portanto uma desvalorização de 7,3%. Já as ações no Bovespa desvalorizaram 30%, passando de R$ 37,69 no final de 2013 para R$ 26,50 em 07/04/2016. Isso mostra um potencial de valorização das ações assim que as perspectivas forem de crescimento para a empresa. E pelos resultados apresentados no 4T15 isso já pode estar ocorrendo.

Algumas observações que retirei do relatório: a companhia voltou a apresentar crescimento nos lucros líquidos em 2015, sendo 35% maior que 2014 atingindo R$ 163 milhões. A vacância, outro indicador importante para as empresas do setor imobiliário que mede em porcentagem o valor de imóveis desocupados, também caiu em 2015 (veja gráfico abaixo).

VacânciaGráfico retirado da apresentação de resultados 4T15 de 2015 da SCAR3.

Acredito que as ações voltem a se valorizar nos próximos anos e por esse motivo SCAR3 é uma boa opção para Buy and Hold (minha ideia ainda não mudou, mas com a alta dos últimos pregões, prefiro aguardar e comprar caso encontre um melhor ponto de entrada).

Obs: Deixo claro que aqui está um resumo das principais análises, porém fica como dica avaliar a evolução desses indicadores nos últimos anos, ler os relatórios da empresa (pelo menos desde 2013) e buscar outras fontes de consulta.

Achou interessante?? Siga o blog e receba minhas análises das ações em seu e-mail!!!

COE – Certificado de Operação Estruturada. Sugestão para quem acredita em uma guinada da bolsa até 2017, mas não quer correr riscos.

O COE é um novo modelo de investimento no mercado brasileiro que vêm se popularizando entre os investidores. Nos Estados Unidos e Europa já existe um investimento muito popular chamado ‘Notas Estruturadas’ que é muito similar ao nosso COE.

Esse título (COE) é emitido por bancos e registrado na CETIP, a única autorizada e preparada para fazer o depósito e a liquidação do COE. Trata-se de uma mescla entre investimentos de Renda Fixa e Renda Variável dividido em duas modalidades e com regras predefinidas pelo emissor do título, os bancos.

Modalidades:

  • Valor Nominal Garantido: investimento com garantia do valor principal investido. Mesmo no pior cenário você irá recuperar 100% do dinheiro investido.
  • Valor Nominal em Risco: Há possibilidade de perda do capital investido até o limite acertado na compra do título.

Regras definidas pelo emissor do título:

  • Prazo de Vencimento
  • Aplicação mínima
  • Data de início
  • Indexador
  • Cenário de ganhos e perdas

Uma observação importante é que o COE não é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos), portanto escolha um COE emitido por um banco com rating* alto e bem capitalizado!

*Dúvidas sobre rating? Verifique no post Renda Fixa – Buscando as Melhores Oportunidades. Qual o melhor investimento, LCA com 95% do CDI ou CDB com 15,80% prefixado?

Ok, chega de conversa e vamos a um exemplo pratico que considerei investir.

CASE: COE com capital garantido e indexado ao índice Ibovespa do Banco ABC Brasil

  • Emissor: Banco ABC Brasil (Banco sólido e bem capitalizado)
  • Rating*: AA- Standr&Poor’s | Aa2 Moody’s | AA Fitch
  • Modalidade: Valor Nominal Garantido (Risco zero de perder o capital investido)
  • Prazo de vencimento: 19/05/2017
  • Data de início: 18/04/2017
  • Aplicação mínima: R$ 10.000,00
  • Indexador: Ibovespa
  • Cenário de ganhos e perdas: Fornece ao investidor a possibilidade de ganhos dependendo da variação positiva do Ibovespa entre o período de 15/04/2016 a 18/05/2017, conforme as condições abaixo:

COE

Vamos simular um investimento:

Valor Inv.

*Fechamento provável considerando que o Ibovespa fechou em 53.149 no dia 13/04/2016 e pode subir mais com a aproximação do impeachment.

Simulação do retorno do capital investido com base na variação do Ibovespa até 18/05/2017:

Valor COE

Como podemos utilizar a tabela acima para tomar uma decisão? Segue minha análise: Particularmente acredito que a presidente Dilma não termine o 1° semestre de 2016 no cargo e a partir do 2° semestre deste ano a economia comece a esboçar alguma melhoria e volte a crescer em 2017. Por isso acho provável que o Ibovespa esteja na casa dos 60mil pontos em Mai/17, o que nos dá uma rentabilidade entre 10% e 21%. Assim um investimento de risco zero para perda do capital investido, caso o cenário seja inverso ao previsto acima, somado à possibilidade de atingir um prêmio de 21% de rentabilidade em um ano, eu considero um investimento muito válido para quem acredita na recuperação da economia e contínua alta da bolsa.

Apesar de ter feito toda a análise e achar viável e interessante não irei fazer esse investimento, porque mais de 55% do meu capital já está investido em títulos com prazos de 1, 2 e 3 anos de vencimento e outros 32% em ações. Ou seja, eu ficaria sem o mínimo de liquidez necessário para qualquer eventualidade. Mas deixo claro que se eu tivesse essa liquidez, sem dúvidas, optaria por este investimento.

Ficarei atento à opção COE para poder pescar alguma boa oportunidade no futuro!

Siga o “Em  Busca do Milhão” e seja feliz!!! Alegre

Renda Fixa – Buscando as Melhores Oportunidades. Qual o melhor investimento, LCA com 95% do CDI ou CDB com 15,80% prefixado?

Considero que para proteger o seu patrimônio parte considerável de seu investimento deve estar em renda fixa. Muitas opiniões divergem sobre qual a porcentagem da carteira que deve estar neste tipo de investimento, variando pela idade e perfil do investidor. Mas o que é consenso entre praticamente todos os investidores é que a base de sua carteira deve ser a renda fixa, para proteger seu dinheiro e obter um rendimento constante.

Abaixo irei fazer um breve resumo das opções que eu considerei para iniciar o meu investimento em renda fixa. O foco será mostrar como escolher o investimento mais rentável e seguro dentre essas opções.

  1. LCI ou LCA

                LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos em renda fixa isentos de Imposto de Renda. São títulos emitidos por bancos para financiar o setor Imobiliário (LCI) e Agronegócio (LCA).

  1. Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um título público pós-fixado e atrelado à taxa Selic*. Além do imposto de renda sobre os rendimentos é cobrado uma taxa anual de custódia de 0,30% pelo BM&FBovespa.

*Taxa Selic: taxa de juros fixada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil que remunera os investidores no negócio de compra e venda de títulos públicos.

  1. CDB

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título emitido pelos bancos para se capitalizarem. Ao investir em CDB é como se o investidor estivesse emprestando dinheiro aos bancos para financiarem suas atividades.

Os rendimentos em renda fixa são remunerados por uma taxa de retorno prometida que pode ser pós-fixada (taxa normalmente atrelada à taxa Selic ou IPCA) ou prefixada (taxa conhecida no ato do investimento). Um ponto importante que deve ser considerado no momento de investir em CDB, LCA ou LCI é que o valor investido no banco não deve ultrapassar o valor limite de R$ 250mil garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Isto minimiza os riscos, pois se o banco vier a quebrar você recupera o valor investido abaixo de R$ 250mil.

APÓS ESSA BREVE EXPLICAÇÃO, COMO ESCOLHER EM QUAL OPÇÃO INVESTIR?

Como informado no post “Criando a Conta em uma Corretora de Valores” optei pela corretora Easynvest. Dessa maneira todos os dados e opções serão baseados nas condições oferecidas pela corretora.

Veja no quadro abaixo algumas opções de investimento em renda fixa disponibilizados na corretora em Abril/16. Dois pontos importantes devem ser analisados:

  1. Rating do banco;
  2. Qual rendimento trará o maior retorno dentro do tempo que você pretende investir (60 dias, 1 ano, 2 anos e etc.).

LCA e CDB

Bora analisar esses dados!!

1° Passo – Verificar o rating do banco. Apesar dos investimentos até R$ 250mil serem cobertos pelo FGC, se o banco quebrar você terá todo o stress/trâmites para recuperar o dinheiro e provavelmente o investimento acabará perdendo para a taxa CDI. Portanto, é importante investir em bancos que além de trazer retorno também ofereça segurança para o investimento.

O rating de um banco é a nota dada pelas agências classificadoras de risco, conforme imagem abaixo. Nessa imagem podemos verificar as três principais agências (Standar&Poor’s; Fitch; Moody’s):

Rating

Portanto, invisto somente em bancos que tenha o chamado Grau de Investimento (seta verde a direita da imagem), que são as notas acima de BBB- (Agências Standard & Poor’s e Fitch) e Baa3 (Agência Moody’s).

2° Passo – Escolher o melhor rendimento dentre as opções que detém o grau de investimento.

Faço isso com o apoio de uma planilha que preparei para consolidar todos os cálculos. Você pode fazer o download da planilha “Comparativo Renda Fixa” e verificar o passo a passo de preenchimento:

Observação: os dados que estão nessa planilha são de opções de Jan/2016, momento que fiz a decisão de investimento.

1.) Atualizar todas as taxas nos sites indicados.

Taxas

2.) Atualizar com os retornos de cada investimento que você deseja comparar. Essa informação poderá ser disponibilizada pela corretora conforme exemplificado no quadro acima com as opções de investimento.

Rendimento

3.) Escolher a melhor opção com base no prazo que você pretende investir.

Melhor opção

Respondendo a pergunta inicial, o LCA com 95% do CDI é a melhor opção caso o prazo de vencimento do investimento seja inferior a um ano. Para investimentos com dois anos ou mais o pré-fixado com taxa de retorno de 15,80 será a melhor opção.

Com pode ser visto em minha Carteira de Investimentos apliquei no LCA e no CDB prefixado conforme os prazos abaixo:

Renda fixa cart.

Uma observação importante que deve ser feita é sobre o investimento prefixado. Apesar de ser um investimento seguro apresenta um risco maior que o pós-fixado. Antes de investir deve-se avaliar as perspectivas em torno da taxa Selic, pois se a taxa subir, provavelmente seu investimento em renda fixa perderá para os investimentos pós-fixados atrelados à taxa CDI. Portanto, cuidado ao optar por investimentos de longo prazo com juros pré-fixados sem ter avaliado qual a tendência da taxa Selic, de alta ou baixa.

Até o próximo post!!! Qualquer dúvida deixe um comentário ou entre em contato.

Baixa a planilha “Comparativo Renda Fixa“!!!

Suzano (SUZB5) – Compra Efetivada

Como comentei no post “Suzano (SUZB 5) – O Mercado está Louco ou a Empresa e o Setor estão Afundando?” que pretendia no mês de abril aumentar minha posição de ações na empresa Suzano, efetivei a compra de 100 ações na sexta-feira (08/04/2016) no valor de R$ 11,00. Assim fiquei no total com 300 ações no valor médio de R$ 12,27.

Preço Médio - Suzb5

Considerando que determinar o fundo no preço de uma ação é praticamente impossível e que no cenário atual as ações da Suzano estão sofrendo uma pressão de baixa, acho importante ir comprando aos poucos o papel e assim manter o preço médio da ação o mais baixo possível. Agora é só ter paciência, esperar a empresa apresentar os resultados e começar a colher os frutos deste investimento no futuro.

Suzano

Suzano (SUZB 5) – O Mercado está Louco ou a Empresa e o Setor estão Afundando?

suzano

Suzano caindo 40% no ano 2016 passando de R$ 18,69 em 30/12/2015 para R$ 11,19 em 06/04/2016. O Mercado está louco ou a empresa e o setor estão realmente afundando? Não diria que o mercado está louco, porém me parece um movimento de baixa exagerado.

Vamos aos fatos.

Estamos falando de uma exportadora influenciada pela variação cambial do dólar. A perspectiva no final de 2015 era que o dólar chegasse em torno de R$4,50 no final do ano de 2016, porém hoje a expectativa mudou e demonstra um dólar entre R$ 3,50 e R$ 4,00. Mesmo com essa cotação podemos considerar que a Suzano está em uma posição confortável. Essa conclusão se deve a seguinte análise: A cotação média do dólar em 2015 foi na casa de R$ 3,30 e a média até agora em 2016 está entre R$ 3,70 e R$3,80. Portanto o dólar terá um impacto ainda mais positivo nos resultados da Suzano este ano do que no ano de 2015.

Outro ponto que está influenciando negativamente as ações é a queda no valor da commodity, porém é consenso entre os especialistas que este valor está muito próximo do fundo. Abaixo do valor atual de USD 517 / ton (Celulose de Fibra Curta – China), algumas plantas de celulose seriam inviabilizadas devido aos custos de produção (não no caso da Suzano que tem um dos menores custos de produção do mundo).

Portanto, considero que a queda de 9 % no valor da celulose e de 7% na cotação do dólar em 2016 não justificam tamanha derrocada das ações de Suzano na bolsa.

Como pontos positivos a Suzano subiu em 24% o valor do papel para imprimir em fevereiro/2016 e no primeiro trimestre deste ano as exportações do setor de celulose aumentaram em torno de 13,4%. E para quem gosta de dividendos, assim como eu, a expectativa é que a Suzano tenha dividend yield para 2016 entre 6% e 7%. Apesar da ação estar pressionada no curto prazo, tudo indica uma recuperação acompanhando a perspectiva de bons resultados da empresa. Sendo assim, pretendo aumentar minha exposição no papel neste mês de abril.

Lembrando que a empresa está na cotação mínima dos últimos 12 meses, como poder ser visto:

Cotação

Ótimo ponto de entrada!!!

Além de investir na Suzano este mês, estou estudando aplicar em fundos imobiliários e logo mais divulgarei sobre o assunto no blog.

Siga o “Em Busca do Milhão” e recebe em primeira mão as novidades!!!

Criando a Conta em uma Corretora de Valores

Para investir em ações, tesouro direto e ter acesso à LCI, LCA ou CDB com um bom rendimento, a escolha da corretora de valores é muito importante.

Porém antes de aplicar, é preciso verificar qual corretora se adequa ao seu perfil de investimento e principalmente não ofereça riscos ao seu dinheiro quando for depositado.

1° Passo – Como a maior parte do meu investimento é destinada para renda fixa, importante verificar corretoras que cobram uma menor taxa de administração ou taxa corretagem para esse tipo de investimento.

Essa lista pode ser encontrada no site do Tesouro Direto (lista).

2° Passo – Para investir em títulos privados como debêntures, LCI, LCA, CDB, por exemplo, é importante que a corretora seja credenciada pela CETIP| Certica.  É uma garantia a mais para receber do Fundo Garantidor de Créditos (regras) o valor investido, no caso de ter comprado um CDB, LCA ou LCI de um determinado banco que venha a falir (discutiremos como minimizar este risco em um próximo post).

3° Passo – Após escolher algumas corretoras que se enquadram nos quesitos anteriores, é importante pesquisar muito sobre a corretora, entrar em sites de reclamações e financeiros, buscando se certificar da credibilidade dela no mercado e como é o seu relacionamento com os clientes.

Particularmente escolhi a corretora Easynvest por não cobrar taxa de administração para os títulos públicos (tesouro direto) e nem taxa de corretagem para investimentos em LCI, LCA e CDB. Para compra e venda de ações ou fundos imobiliários cobram uma taxa de R$10,00 por cada transação, o que acredito estar dentro do valor de mercado. Estou há três meses com essa corretora e até o momento não tive problemas, além do site e home broker serem simples de operar.

Bora investir !!!  Dinheiro