Top 3 Ações da Carteira de Investimentos – Semana 21

Mais uma semana ruim para o Ibovespa com queda de 1,35%. Porém minha carteira conseguiu segurar a rentabilidade e caiu 0,55% mesmo considerando a saída da Suzano (SZUB5) e a entrada de duas novas ações essa semana (Tupy e São Carlos Empreendimentos).

Compra 2 ações

O destaque positivo ficou por conta da São Carlos (SCAR3) que entrou na carteira na segunda-feira (23/05) e se valorizou 6,53% nesta semana. Considerando o preço de entrada (R$25,08) a valorização foi de 7,26%.

Vamos ao desempenho da carteira de ações e as Top 3 desta semana:

1° São Carlos Empreendimentos (SCAR3)

2° CVC (CVCB3)

3° Estácio (ESTC3)

Carteira S21

Vale ressaltar que encaro esta baixa no Ibovespa como uma boa oportunidade para montar posição em boas empresas que continuam com bons pontos de entrada.

Ainda esta semana irei postar a análise que me levou a comprar Tupy (TUPY3), a líder mundial na produção de blocos e cabeçotes para o mercado automotivo.

Curta o “Em Busca do Milhão” no Facebook.

Anúncios

Substituição: Sai Suzano (SUZB5) e Entra São Carlos Empreendimentos (SCAR3)

Suzano sai da carteira (aplaudida) com um rendimento de 20,60% em menos de 2 meses. Apesar da empresa estar apresentando bons resultados não vejo muito potencial de valorização para ações nos próximos meses já que ela é diretamente ligada ao dólar e a moeda, na minha concepção, não deve entrar em uma tendência de alta significativa que impacte muito no preço das ações.

Venda Suzb5

Assim, com a venda da Suzano (SUZB5) decidi me posicionar em SCAR3, pois vejo nela maior potencial de valorização neste momento. Como citei no post “São Carlos Empreendimentos (SCAR3) – Minha quase compra. Timing é tudo, estava atento ao preço da ação e via como bom ponto de entrada o preço em torno de R$ 26,50.  Agora, com o valor da ação retornando para a casa dos R$ 25,00 não tive dúvidas, comprei !!!

Compra Scar3

Siga o “Em Busca do Milhão” e acompanhe esta jornada emotion.

Top 3 Ações da Carteira de Investimentos – Semana 20

Semana de forte queda para o Ibovespa e não foi diferente para nossa carteira que caiu 4,21% em relação ao fechamento da sexta-feira passada. Os principais motivos para este baixo desempenho das ações nesta semana são: o aumento das chances dos EUA subir a taxa de juros em junho e a revisão do rombo fiscal no Brasil para R$ 170,5 bilhões de reais.

Os EUA apresentaram resultados que mostram que o aquecimento de sua economia está mais rápido que o previsto há alguns meses, portanto o FED (Banco Central dos EUA) sinalizou que pode aumentar a taxa de juros já em junho para controlar o aumento da inflação (meta de 2%). No curto prazo é ruim para as ações, pois os investidores tendem a alocar seu capital na renda fixa Norte-Americana que irá render um pouco mais e é considerado um dos investimentos mais seguros no mundo. Porém no longo prazo vejo isso como um ponto positivo, pois a maior economia do mundo crescendo impulsiona todas as outras, inclusive o Brasil.

Em relação ao rombo fiscal brasileiro de R$ 170,5 bilhões, apesar de ser muito mais que o anunciando anteriormente (R$ 96,6 bilhões), mostra que atual governo está trabalhando com dados reais e somente assim é possível entender a situação e criar medidas capazes de recuperar economicamente o país.

Vejo essa queda no Ibovespa como uma boa oportunidade para entrar em algumas ações, principalmente para o investidor de longo prazo.

Segue abaixo o desempenho da carteira de ações na semana e as Top 3 (não tão top assim) foram:

1° Multiplus (MPLU3)

2° Suzano (SUZB5)

3° Brasil Agro (AGRO3)

Semana 20

Siga o “Em Busca do Milhão” e acompanhe todos os passos desta jornada!!!

Grupo Grazziotin (CGRA4) – Uma small cap com bons dividendos e bem administrada.

Atendendo a alguns pedidos, vou demonstrar hoje a (minha) análise que me fez comprar a Grazziotin. Ressalto que a aquisição foi realizada no dia 22/03/2016, mas este estudo vale de referência para próximas compras. Além disso, no final do post comento sobre a situação atual.

Vamos lá…

O grupo Grazziotin opera em 308 lojas com produtos voltados para as classes B, C e D. A companhia é conhecida e tem forte presença na região Sul do país. As lojas são divididas em quatro formatos: Grazziotin, Tottal, Pormenos e Franco Giorgi.

  • Grazziotin: Loja de vestuário e decoração para casa. Produtos de preço baixo e crediário facilitado.
  • Pormenos: Atua no segmento de linha íntima, confecções, calçados, cama, mesa e banho. Tem como público-alvo o varejo popular, sendo em sua maioria, mulheres que compram para toda a família.
  • Tottal Casa e Conforto: Foco em comercializar produtos de utilidades do lar, nos setores de cama, mesa e banho. Direcionamento para produtos com qualidade e preços competitivos.
  • A Franco Giorgi: Marca própria de moda masculina.

A companhia é controlada pela família Grazziotin desde 1950 quando foi fundada. Ela apresenta uma estratégia de crescimento sustentável oferecendo produtos em grande quantidade e com preços mais baixos. É uma empresa muito bem administrada, conservadora, sem dívidas e operando somente com capital próprio.

Vamos para a etapa de análise e verificaremos as vantagens de ter CGR4 na carteira.

1) Começando pelo número de lojas dos últimos anos

N° lojas

Podemos verificar que a empresa reduziu em 4% o número total de lojas em 2015. Essa redução se deve ao agravamento da crise econômica que impactou diretamente nas classes C e D (principais clientes). Esta redução de lojas está alinhada com o conservadorismo da empresa e com a estratégia de se adequar à demanda, visando sempre manter a empresa lucrativa.

2) Lucro Líquido e Valor da Ação

Lucro Líquido

Com base no lucro líquido do grupo Grazziotin fica evidente como a empresa foi afetada pela crise tendo uma redução de 22% nos lucros entre os anos de 2014 e 2015. Porém se analisarmos o valor da ação no último dia dos anos de 2014 e 2015 veremos que a queda na ação foi muito mais acentuada chegando a 47%, veja tabela abaixo.

Valor Ação

Normalmente a queda da ação é maior, porque além da redução de lucros ela também reflete a perspectiva de piora no futuro. Mas vale ressaltar que na minha visão essa queda da ação em 47,4% contra 22% dos lucros foi exagerada.

No atual momento acredito que estamos nos aproximando do ponto de virada na economia e as perspectivas é que o Brasil estabilize a queda do PIB no final deste ano e volte a crescer no ano que vem, mesmo que modestamente.

Comparando o valor das ações de CGRA4 no dia 22/03/16, cotada a R$ 9,15 (valor que comprei a ação), com o fechamento em 2014 temos uma redução no valor da ação de 46,8% (R$ 17,20 -> R$ 9,15). Com as perspectivas de melhora na economia vi esse desconto em relação a 2014 como um bom ponto de entrada, principalmente com o retorno em dividendos que mostrarei mais abaixo.

3) Posição em Caixa

Pos Caixa

A empresa aproveitou a retração da demanda para diminuir o número de lojas e investimentos e assim conseguiu fazer caixa. Este dado é muito importante, pois Grazziotin trabalha a expansão da empresa com capital próprio e este aumento de 57% do dinheiro em caixa chegando a 106 milhões de reais traz tranquilidade para investir, abrir novas lojas e aproveitar a demanda quando a economia reaquecer.

 4) Dividendos – O lucro caiu, mas o dividend yied praticamente dobrou

Dividendo

Apesar da redução de 22% nos lucros líquidos, a queda na remuneração de 2014 para 2015 foi somente de 6,15% passando de 0,65 para 0,61 centavos por ação, o que nos dá um dividend yield de 6,71% (44% maior que em 2014). Para 2016 acredito que mantenha neste patamar, pois Grazzition tem uma posição em caixa que a deixa bastante confortável para manter a remuneração para os acionistas.

Vamos simular um cenário:

  • Dividendos por ação 2016: R$ 0,60 / ação
  • Preço da ação: R$ 9,15 (Valor de compra no dia 22/03/2016)

Com base nessa simulação teríamos um dividend yield de 6,5%. Considero um valor bem atrativo ainda mais por ser uma ação com potencial de valorização. É uma empresa para se investir no longo prazo e com o reaquecimento da economia tem tudo para voltar a crescer.

Considerações finais:

Toda essa análise foi realizada em Março/2016, hoje já tivemos uma valorização de 46% no valor da ação e a análise deve ser realizada novamente baseada nesses tópicos acima e nos últimos relatórios da empresa.

As ações se valorizaram 10,95% na última semana chegando ao valor de R$ 13,37 (13/05/2016), o que nos dá um desconto de 22,3% em relação ao valor da ação no final de 2014. Apesar da melhora na perspectiva da economia para os próximos trimestres acredito que não vale a pena entrar no papel neste momento, já que a queda no lucro de 2014 para 2015 também foi de 22%.

Eu ficaria mais confortável para investir em CGRA4 com um preço abaixo de R$ 11,00 tendo um desconto de 36% em relação a 2014.

Curtiu o post?!? Curta também a página do “Em Busca do Milhão” no Facebook.

Top 3 Ações da Carteira de Investimentos – Semana 19

Sinceramente esperava um melhor resultado do Ibovespa nesta semana que confirmou o afastamento da presidente Dilma. O principal índice das ações brasileiras (Ibovespa) subiu 1,60% e fecha a semana em 51804,3 pontos. A carteira de ações do “Em Busca do Milhão” teve um resultado melhor se valorizando 2,27%. Apesar de ser um ótimo resultado a expectativa era que o Ibovespa fechasse mais próximos dos 54 mil pontos com a confirmação da mudança de governo. Porém os balanços com resultados abaixo do esperado de algumas empresas, a queda das bolsas no exterior e as commodities acabaram pressionado para baixo nosso mercado nesta sexta-feira. Acredito que agora é um bom momento para entrar em algumas ações, pois até o momento tudo indica que a mudança de governo trará resultados positivos para nossa economia.

Abaixo o desempenho da carteira de ações na semana e as Top 3 foram:

  1. Grazziotin (CGRA4)
  2. Banco Rio Grande do Sul (BRSR6)
  3. CVC (CVCB3)

Semana 19

*Multiplus ficou ex-dividendos essa semana no valor de 0,7048 centavos/ação, ou seja, o valor da ação caiu 0,7048 centavos que serão distribuídos em forma de dividendos para os acionistas. Desconsiderando a distribuição dos dividendos o valor da ação seria R$ 35,50, portanto queda de 3,23%.

Siga o blog “Em Busca do Milhão” !!!

Acompanhando o Portfólio de Ações – Baixe a Planilha!!!

Para investir em ações é necessário muito estudo de mercado, análise das empresas e controle emocional para ver as ações caírem, mas ainda assim acreditar nos fundamentos que te fizeram comprar essas ações (por isso a importância de estudar bem a ação antes de comprar).  Todo esse tempo e dedicação para encontrar as melhores oportunidades na bolsa tem o objetivo de gerar um retorno sobre investimento acima da média de mercado. Porém não adianta estudar uma empresa e depois da compra efetivada não lembrar o preço que comprou, quando comprou, qual o preço médio da ação e quanto sua carteira está tendo de retorno. Para isso montei uma planilha que me ajuda a acompanhar meu portfólio e irei dividir com vocês. Caso tenham algumas sugestões deixe um comentário.

Baixe a planilha – Acompanhando o Portfólio de Ações

Para explicar a planilha, utilizarei o exemplo da compra das minhas ações do Banrisul (BRSR6).

     1) Atualizar as células em azul com as informações referente à ação comprada.

1 - Compra Ações

   2) Caso compre uma ação que você já possua em carteira, as informações do campo “preço médio das ações” serão automaticamente atualizados: quantidade de ações, preço médio pago pela ação e valor total investido.

2 - Compra Ações

    3) Na aba “carteira de ações” atualize as células em azul com as informações das ações compradas. Conforme imagem abaixo é possível acompanhar todo o valor investido, o rendimento por ação e da carteira.

Carteira

    4) Por fim, atualizando as informações da tabela “Percentual da Carteira de Ações – Preço de Entrada” é possível visualizar em gráfico o percentual da carteira investido em cada empresa.

Gráfico

Espero que ajude Dinheiro.

Curtiu?!? Então o siga o “Em Busca do Milhão” e fique por dentro das novidades!!!

Estácio (ESTC3) – Aproveitando a queda das ações e comprando mais!!!

Estácio é a segunda maior empresa do setor de ensino superior no Brasil atrás somente da Kroton. No final do mês de março de 2016 contava com 587,8 mil alunos matriculados nas modalidades presencial e à distância, em cursos de graduação e pós-graduação. A companhia está bem distribuída nos principais centros urbanos de 22 estados brasileiros e no Distrito Federal com 36 faculdades e 170 pólos de ensino à distância credenciados pelo MEC.

Estácio vem crescendo desde sua fundação em 1970 e aproveitando o potencial mercado brasileiro de ensino superior. Com base em dados divulgados pelo MEC em 2013 o Brasil representava o quinto maior mercado de ensino superior do mundo e o maior mercado de ensino superior da América Latina, com aproximadamente 7,3 milhões de matrículas. Apesar disso tínhamos, em 2013, somente 16,5% da população brasileira entre 18 e 24 anos matriculada em instituições de ensino superior, uma porcentagem ainda bem abaixo da meta de 33% estipulada pelo Governo Federal para até 2024. Portanto no longo prazo e com base no potencial mercado a previsão da Estácio é continuar expandindo.

Vamos começar a analisar os dados da Estácio pela base de alunos, afinal é isso que gera a receita da empresa:

1) Base de Alunos

Base de Alunos Gráfico

Base de Alunos

Estácio vem crescendo sua base de alunos consistentemente através dos últimos anos, mostrando que a empresa está aproveitando bem o potencial de crescimento do mercado brasileiro de ensino superior. Acredito que ESTC3 tem tudo para crescer nos próximos anos e acompanhar a meta do governo federal de ter até 2024 33% da população entre 18 e 24 anos matriculadas em curso de ensino superior. Lembrando que Estácio já fechou o 1T16 com 587.700 alunos.

2) Receita Líquida e Lucro Líquido

Assim como a base de alunos, a Receita Líquida e o Lucro Líquido vêm crescendo no decorrer dos anos. Podemos ver na tabela abaixo que apesar da crise e redução dos incentivos do governo (FIES), a Estácio mostra capacidade de andar com as próprias pernas e apresenta um expressivo crescimento nos lucros.

Receita e Lucro

3) Valor das Ações

Ações

Apesar da empresa estar mostrando resultados consistentes nos últimos anos o valor da ação caiu 41,4% entre 2014 e 2015. Acredito que isso se deve principalmente ao pessimismo do mercado e a redução dos incentivos do governo, porém a empresa continua crescendo e faz todo sentido para mim, como investidor de longo prazo, comprar ações de ESTC3.

Decidi aumentar minhas ações da Estácio na sexta-feira (06/05/2016) no valor de R$10,99 aproveitando a queda de 21,2% em relação a 2015. Assim fico com um valor médio por ação de R$ 11,57.

Compra ESTC3

Torcendo para o Brasil realmente virar o país da EducaçãoEmotion Edu.

Obs: Estou destacando esse pontos da Estácio, mas para investir em uma empresa sempre importante analisar os balanços dos últimos anos, nível de endividamento e etc. Quanto mais você souber sobre uma companhia mais tranquilo você fará seu investimento.

Siga o blog Em Busca do Milhão e acompanhe todos os investimentos!!!

Carteira de Investimentos / Março – 2016

Atualizei as páginas Carteira de InvestimentosEvolução da Carteira com os dados de fechamento do mês de Abril. Entre e confira!!!

Para manter todas as informações no blog, abaixo as informações referente ao mês de Março/16

Carteira de Investimentos – Fechamento Março/16

1) Percentual da carteira – Valores Investidos. Considerando somente o valor alocado em cada investimento, sem os rendimentos dos juros ou variação dos valores das ações.

Valores Investidos - Março

2) Percentual da Carteira – Rendimentos Atualizados. Carteira de investimentos considerando os juros e a variação nos valores das ações.

Total = Valor do Patrimônio atual -> Rumo à meta!!!

Rendimentos Atualizados - Março

3) Ações – Demonstrando o valor na data da compra e o valor das ações no dia 31/03/2016.

Ações

Carteira de Ações – Porcentagem

Ações - Porcentagem

4) Ações vendidas no mês de março.

Venda de ações - Março

Evolução da Carteira – Fechamento Março/16

1 ) Evolução da carteira mês a mês:

Evolução Rend.

Excelente rendimento da carteira no mês de março, devido principalmente a alta da carteira de ações que foi de 21,37%. Batendo inclusive o Ibovespa que apresentou uma alta 16,97% ( maior alta mensal desde outubro de 2002).

No geral a carteira teve o expressivo aumento de 7,36%, acima da meta de 1,40% e rendendo 634% mais que o CDI. Um mês não significa que teremos sucesso no objetivo principal de ter R$1.000.000,00. É um bom começo, mas temos que continuar aprimorando os investimentos e preparando para proteger o patrimônio nesses tempos em que o caos econômico e politico imperam no país.

2 ) Evolução do Patrimônio

Diferentemente da evolução da carteira, também considera os valores investidos como a parte do salário economizado e o valor da venda das ações no período.

Evolução Patr.

 Siga o “Em Busca do Milhão” e receba um alerta com as novidades e atualizações!